sexta-feira, 26 de outubro de 2007

Teste de revisão, literatura e festividades... sem stresse.

Olá, tudo bem? O tempo está a mudar, não é? Vamos lá continuar a interagir neste espaço comum lúdico-educativo, sim?
bnbnbn
Teste de revisão ;-): Pois é. Posso colocar algumas perguntitas? Por exemplo, já entraram no CVC e em "Aprender Português", "No Caminho das Palavras" fizeram alguns exercícios de "Gramaticando" ou "Jogos Lexicais"? Ou em "Cultura Portuguesa", "À Descoberta" fizeram alguma "Excursão Virtual"?
O que é que diz a Joaquina aos estudantes de português da Extremadura? Porque é que o preso evadido se arrependeu de estar em liberdade? De onde vem o nome da sobremesa "Pudim d'água?
Porque será que Alcobaça é conhecida como "Terra de Paixão"? Qual é, afinal, o nome do Rei de Portugal? Porque é que o caso da Rosa Brava pode ser considerado uma janela de liberdade?
Podem dizer (mas não escrevam a resposta nos "comentários", para que todos possam procurar a palavra no dicionário) uma característica da música pimba (das letras); já ouviram "A coisa", do Quim Barreiros? Disco do ano! Mexam na barra lateral do Player para ouvirem. Eu vou dar uma mãozinha. É música, como é que hei-de dizer, br_j_ _r_ (esqueci as quatro vogais do adjectivo!).
Aprenderam as músicas e as letras do Tony Carreira de cor e salteado, especialmente os CDs "A vida que eu escolhi" e "Cantor de sonhos"? Lindas, não são? Vamos cantá-las muito em breve, ok?
Encontraram e leram as letras de "Monotone"? Viram (ou será "vieram"... estes verbos irregulares dão cabo de nós!) o vídeo "Angolanamente Sensual" de Don Kikas? Lusitanamente Sensual? Ouviram as novas músicas "Afternoon" e "Castiçais" da Ive Mendes? Enfim...
fhgfgg
Literatura: Em "Onde a Terra Acaba: Colectânea de Contos Portugueses", vão escolher três e blá, blá, blá (CE, EE, EO): lêem com atenção, escrevem com correcção e contam com fluência nas aulas :-). Embora a Terra acabe, a biblioteca, essa, é infinita: quem quiser e tiver tempo, pode ler o que lhe apetecer, claro. Agora estão muito na moda os labirintos. JLB?
Em "Do Brasil: Veríssimo", leiam em "Por ele mesmo" o conto "Lixo".
Algum conto africano já sabem que vou distribuir nas aulas e quanto à poesia, estejam à vontade.
Muito giro, mesmo que demore um bocado a carregar (paciência!), é o site "Júnior Pt": em "Jardim", carreguem em "Histórias" e escolham duas para blá, blá, blá (CE, CO, EE, EO). Em "Rua", seleccionem "Portugal", e em "Bairro"... sei lá.
fgfgf
Festividades: Na próxima semana celebram-se por estas bandas o Dia de Todos-os-Santos e o Dia de Finados. Também o Dia das Bruxas? O que é isso? E isto? A volta do parafuso? (Carreguem no botão, duas vezes, para verem a mini-curta em baixo):
"Juanlusz está em Mérida, a sobrinha Carmen em Madrid e o afilhado Pablito em Dublin. Juanlusz vela e vigia. Carmen e Pablito dormem e sonham. Encontram-se os três, de repente, no Castelo de Almourol. Anoitece. Querem chegar ao Casal do Abegão, lá para os lados de Alcobaça, cantar pela rua da Capela, bem agasalhados, comer romãs, nozes e o Santoro no Dia dos Bolinhos, e descansar na casa encantada..."
A propósito mas mudando de assunto, temos fim-de-semana prolongado, ponte, não há aulas? :-(
No dia 11 de Novembro festejamos o dia de São Martinho; é Domingo ou Segunda-feira? Em São Martinho boa castanha e bom vinho :-)
O Departamento de Português da EOI de Mérida (aproveito a ocasião para cumprimentar o nosso colega José Ignacio e toda a malta nas turmas dele, e dar-lhe os parabéns pela criação do blogue "emeritensespt" ), vai organizar uma viagem a Marvão e a Castelo de Vide no dia 17 de Novembro. Quem alinha?
Para acabar a festa em grande entrem em "Fotografias picantes..." (só para maiores e vacinados!), carreguem em "Lopes da Silva" em baixo, e vejam os vídeos "Rap dos Matarruanos" e na página 2 "Falta ao trabalho por motivos profissionais". Se não conseguem ouvir com qualidade, vão ao Youtube e em "buscar" escrevem "Gato fedorento rap dos matarruanos" e "gato fedorento falta ao trabalho por motivos profissionais" ou "gato fedorento não me apetece trabalhar"e desfrutem destas pequenas cenas de bom humor.
dfdf
E pronto, por enquanto, chega. Um grande abraço, e uma pequenita cotovelada, para os Cotovelianos (participem aqui também! :-) e até breve. Deixem comentários na caixinha por baixo deste último "post". Lembrem que a trocar informações e sugestões também se aprende e, além disso, dinamizamos a nossa querida Escolaugusta.
vbvbvbvbvbvbvv
Vamos cantar fados e ouvir poesia também.




78 comentários:

Anónimo disse...

Meu querido professor,deixaste tantas possibilidades para aprender portugês que não sei por onde começar.Mas já vi o video da senhora Joaquina e em verdade que estou com fome porque as suas palavras fazem crescer água na boca.É por isso que vou embora para a cozinha a preparar um petisco,embora não seja tão bom como os da senhora Joaquina. Mariló

mariló disse...

Meu querido professor,deixaste tantas possibilidades para aprender portugês que não sei por onde começar.Mas já vi o video da senhora Joaquina e em verdade que estou com fome porque as suas palavras fazem crescer água na boca.É por isso que vou embora para a cozinha para preparar um petisco,embora não seja tão bom como os da senhora Joaquina. Mariló

Manuela disse...

Ufff depois de ler a nova entrada ando à roda com tantas coisas para fazer. Mas tenho de dizer ao meu professor que já estive a passear por "issas janelas abertas das serras..." :-) Sõu uma barna!!! Amanhã farei um roteiro pelas "Terras de Paixão".
Agora por ser sexta-feira toca borga, não é? (mas sem apanhar bebedeiras) :-)Pronto, bom fin-de-semana a todos.

manuela disse...

jajajaja N�o s�u uma barna como disse porque pus "issas" Juanluisz n�o desesperes... Foi um erro :-(

juanlusz disse...

Olá Mariló, olá Manuela.
Vai, vai à cozinha preparar petiscos. Eu também tenho a barriga a dar horas, Mariló:-) Nem com os bons enchidos de porco preto de Montánchez fico cheio.
Não desespero Manuela. Considero muito importante que participem aqui; por isso, não levo a mal esses pequenos erros :-(
Neste post há muita parra e muita uva, mas têm três ou quatro semanas para completarem tudo. Calma! E, claro, curtam o fim-de-semana. Até para a semana.

José Ignacio disse...

Olá a todos!!!
Pois é, temos aqui muita coisa para fazer...
Juan Luis, obrigado pelos cumprimentos. Eu também quero aproveitar para convidar os teus alunos a participarem no blogue do departamento.
O "conceito" é diferente do Escolaugusta. Mais do que uma ferramenta didáctica, "Emeritenses em português" pretende ser um espaço onde possamos publicar textos interessantes dos alunos, informações relativas ao departamento (ciclo de cinema, viagens de estudo...) ou até avisar quando o professor esteja com 40º de febre e não haja aulas).
Evidentemente, também podem deixar os vossos comentários.

E quanto à viagem a Marvão e Castelo de Vide... Alinham ou não?

Grande Abraço

Pepe disse...

Boa tarde! O senhor professor estava chateado? Pois não. Cada nova entrada está a melhorar.(Isto merece um ponto, não é?)Já dei/"deu" um mergulho pelas actividades. São de muito interesse. Para a semana, começarei a fazê-las.
O senhor professor segue com a monarquia, não é? Se calhar espera herdar a coroa.
Bem-vinda, querida Mariló! Sempre a pensar na cozinha! Vai lá! Os três glutoes já são graúdos! Que eles cozinhem!
A Manuela surpreende-me sempre com novas expresoes (o til sobre "o"?). Obrigadinho. Como correram as aulas da sexta?
Parabéns pelo novo espaço, José Ignacio.
Até breve!

juanlusz disse...

Olá José Ignacio, olá Pepe. Obrigado.
Acabei de chegar de uma cidade ímpar chamada Llerena :-) Assisti às jornadas de história, neste ano dedicadas ao debate das relações ibéricas.
Nas aulas de Sexta-feira, Pepe, corrigimos EE, e fizemos prática de leitura, CO, EE, e EO na biblioteca. Correu tudo de feição. Fiquei surpreendido e contente.
Até amanhã.

José María disse...

Ola! Boa noite! Como estão vocês? Esta é a minha primeira opinião aquí, mas eu sempre leio o blog. Desculpe o meu português, sou principiante.
Este fim de semana “estuve” em Lisboa com os meus amigos de Mérida e os meus amigos portugueses. O dia do sábado nos “comimos” (almoço) em um restaurante que fica em As Doca perto do rio, ao lado do ponte 25 de Abril, o restaurante chama-se ‘Docas de Santo’ e é muito bonito. Depois, nos “visitamos” Mosteiro dos Jerónimos, Torre de Belem, Padrão dos descobrimientos, etc…
De noite nos jantamos em um restaurante que fica em o Bairro Alto, chama-se ‘Petiscar’, nos provamos muitos pratos típicos portugueses, o restaurante não é grande mas é muito acolhedor. Depois, “visitamos” muitos bares do Bairro Alto como ‘Maria Caxuxa’.
O domingo, (muito muito sono) nos “desayunamos” em Chiado e depois “fuimos” a Plaça do Comércio, rua Augusta, rua de Ouro, rua de Prata, e mais e mais coisas… ah! Eu “compre” um livro de Al Berto: ‘Lunário’ que a minha amiga portuguesa Ana Sofia gosto de ele.
Mais tarde, nos “fuimos a comer” perto de Lisboa e da praia, a uma nova zona chamada ‘Marina de Oeiras’. Um lugar muito giro!!

O último nos “fuimos” em carro a… O Stádio da Luz, Stádio do Sport Lisboa e Benfica. Nos “asistimos” do jogo do Benfica vs Maritimo, nos cantamos, saltamos, rimos… Da fim, “compre” um cachecol e “regresamos” a Mérida. Eu “llegue” muito muito..muito tarde (3.30 a.m. segunda feira) logo, Juan Luis, eu não pude fazer o ‘TPC’ sobre ‘Erasmus’ mas fale e ouvi algo de português o fim de semana!!!.
Em resumo: Me lo pase genial e gosto muito de Lisboa e dos meus amigos portugueses!!!

(He intentado expresarme un poco en portugues buscando palabras en el diccionario, las palabras entre comillas son verbos en castellano que no se conjugar,seguro que esta muy mal pero... lo he intentado. Saludos a todos!Jose)

José María disse...

Una vez publicado detecte algunos errores como en las contracciones. Exemplo: em o bairro alto, en vez de no bairro alto!
Disculpe

analvarez disse...

Olá José Maria!!! Gostei muito do teu roteiro por Lisboa, fizestes de todo, almoçastes, tomastes uns copos, visistastes monumentos. Que inveja!!!!
P.D.: Embora sejas principiante, escrevestes muito bem. Força e até breve.

juanlusz disse...

Olá José, uma tentativa muito bem sucedida, sim senhor, com muita "preocupação linguística" à mistura (até te deste ao trabalho de rever e tudo; avaliaste o teu desempenho também: "não pude fazer tpc mas falei e ouvi", e fizeste um resumo concludente :-)
Um percurso alfacinha completo: Docas, Belém, Baixa, Bairro Alto, copos, "convívio ibérico",gastronomia, cultura, livros,desporto (ouviste o Camacho a falar português?), arredores de Lx... enfim, óptimo.
Para acalmar a tua "inquietação gramatical", dou-te algumas regras, só algumas: a primeira pessoa do plural do pps dos verbos da 1ªconjugação tem acento, precisamente, para marcar a diferença na pronúncia entre o "a aberto" e o "a fechado". Exemplos: visitamos agora, visitámos ontem; tomamos o pequeno-almoço agora, tomámos o pequeno-almoço ontem (diferença que não existe nalgumas zonas lusófonas).
O 25 de Abril é UMA ponte, a outra é o Vasco da Gama (eu prefiro esta última, sinto menos vertigensssss).
Para acabar, o que é isso de "seguro que está muy mal", receios de principiantes? Costumas queimar as pestanas até tão tarde?:-)
Enfim, José, isto foi uma autêntica aula a distância. Em geral, os comentários são mais curtos e as respostas também. Mas... valeu a pena. Força.Até breve.

juanlusz disse...

Olá Analvarez, tudo bem? Ora portanto, é assim, pronto: :-) :-)(já sabem que são bordões da fala)
Há cinco dias fizesTE um teste de revisão do passado dos verbos, não foi? DissesTE que te tinha corrido bem. EscrevesTE tudinho? :-)
'Tás a ver o que se aprende (ou se fixa melhor na memória activa e passiva) com os comentários do blogue? Bom fim-de-semana. Vou perguntar-te na próxima Segunda se visitaste algum local interessante, se almoçaste e se bebeste um copo a mais, ok? ;-)

analvarez disse...

obrigada pela correcção. Não sei como é que pus tantos "s". Peço desculpas.

José María disse...

Olá Ana e Juan Luis! muito obrigado por as suas réplicas.
Até esta tarde na escola!

juanlusz disse...

Olá Analvarez, de nada. Eu também não sei :-) Não faz mal, e, de qualquer das maneiras, tu querias felicitar o José Maria, pelo roteiro tão giro que nos apresentou. Isso é importante.
Falando em roteiros, li esta notícia há bocadinho (http://www.rtp.pt/index.php?article=305115&visual=16). Será boa ideia visitar cemitérios enquanto turistas?
Eu, por acaso, estive há muiiiitos anos no Père Lachaise (http://www.pere-lachaise.com/) e fiquei surpreendido. Entre tantos espíritos ilustres, havia um que congregava a maior parte das atenções, lá estavam muitos/as jovens a chorar à volta de uma lápide: era um cantor, não me lembro muito bem J-- M------- que tinha uma banda T-- D---- Eh pá, sei lá.
Bom, eu vou passar uns dias em Alcobaça. Ouvi dizer que há lá muita dança ;-) Divirtam-se.

José Ignacio disse...

No teu caso confirma-se mesmo a letra da canção...

Quem passa por Alcobaça
Não passa sem lá voltar.
Por mais que tente e que faça,
É lembrança que não passa.
Porque não pode passar.

Não se esquece facilmente
Dos seu mercados a graça.
E o seu mosteiro imponente
Recorda constantemente,
É lembrança que não passa.

Por mais que tente e que faça,
Ninguém se pode esquecer
Das margens do rio Baça,
Nem do Alcoa que passa
Por ser mais lindo de ver.

Sua lembrança não passa
Porque não pode passar.
Por mais que tente e que faça,
Quem passa por Alcobaça
Tem de por força voltar.

Bom fim-de-semana prolongado!

juanlusz disse...

Olá Josinácio, obrigado pela canção (um dia destes hei-de pedir-te a música) e força, muita força! Bom fim-de-semana, onde quer que estejas.

juanlusz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pepe disse...

Alcobaça, Terra de Paixão ou Terra de Apaixonados? O senhor professor também anda à procura da sua Inés?Maravilhosa história de amor incomprendido. Os amores têm que ser impossíveis para ter um lugar na história? O percurso virtual por Alcobaça dá razão à canção de José Ignacio.
O Gato Fedorento não arranha muito, mas provoca um sorriso. Aproveitei para ver outros vídeos. São divertidos. É um humor que não faz mal a ninguém. Obrigado por estas piadinhas. Ontem precissava-as.
A sensualidad de Don Kikas acho que não chega. Nem sequer os esforços das dançarinas! Um rosto belo vende. Será isso?
Em contra, o convite da senhora Joaquina é de muito interesse. Comer no seu restaurante parece uma bõa ideia. Se além disso nos deleita com lendas e histórias para saber como um preso, depois de se ter evadido, volta para a prisão porque não reconhece o mundo de lá fora (quantas voltas damos na vida para escapar de nossos não-espaços); e também para nos ensinar como aproveitavam os ovos antigamente: as claras para engomar; as gemas, com água, para cozinhar um delicioso pudim.
Ben-vindo,José María. Cá estamos todos para apreender.
Desculpe, Juanlusz, a minha ausência da quarta. Nestes dias o espirito não pode fugir às lembranças e não gosto muito de partilhar as minhas dores, nem os olhares tristes.
Até breve.

juanlusz disse...

Olá Pepe, parabéns por teres feito tanta coisa... Estou agora num "espaço Internet" em Leiria. O tempo está óptimo e vou dar um pulo até à praia da Vieira, ao pé do Pinhal.
Eu também não gosto muito de Don Kikas, mas é a única música africana em pt que encontrei na Net. Continuarei a procurar...
Já resolveste o mistério das palavras incompletas? :-)
Muita força nestes dias e um abraço a partir da região Oeste.

analvarez disse...

Caro Pepe, Sabes quem sou, não é? Exactamente, a tua colega de turma. Não te preocupes porque estejas um bocadinho triste, (são dias para estar assim)Ânimo e para diante. Até Segunda.
E tú Juanlusz, estas a dar inveja, não é?; Desfruta das belas paisagem e do bom tempo.

Pepe disse...

Este Quim expõe um conhecimento das mulheres imenso! Qual será essa coisa? Há tantas espécies de mulheres? Faltam? Se alguém descobre, prémio! Cá está a letra para ler depois de ouvirem. Não se enganem a si própios.

Quim Barreiros - Coisa
As mulheres têm uma coisa que o homem sempre quer
Eu conheço essa coisa pelo jeito da mulher
As mulheres têm uma coisa que o homem sempre quer
Eu conheço essa coisa, ai, ai, ai...pelo jeito da mulher
Mulher baixinha tem a coisa miudinha
A mulher alta tem a coisa que até salta
Mulher meiguinha tem a coisa apertadinha
Mulher gordinha tem a coisa bem fofinha
Mulher gordinha tem a coisa bem fofinha
As mulheres têm uma coisa que o homem sempre quer
Eu conheço essa coisa pelo jeito da mulher
As mulheres têm uma coisa que o homem sempre quer
Eu conheço essa coisa, ai, ai, ai...pelo jeito da mulher
A separada tem a coisa estacionada
Mulher casada tem a coisa bem treinada
Divorciada tem a coisa preparada
Mulher solteira tem a coisa de primeira
Mulher solteira tem a coisa de primeira
As mulheres têm uma coisa que o homem sempre quer
Eu conheço essa coisa pelo jeito da mulher
As mulheres têm uma coisa que o homem sempre quer
Eu conheço essa coisa, ai, ai, ai...pelo jeito da mulher
Mulher de idade tem a coisa com saudade
A convencida tem a coisa esquecida
Mulher da vida tem a coisa conhecida
A viuvinha tem a coisa choradinha
A viuvinha tem a coisa choradinha
As mulheres têm uma coisa que o homem sempre quer
Eu conheço essa coisa pelo jeito da mulher
As mulheres têm uma coisa que o homem sempre quer
Eu conheço essa coisa, ai, ai, ai...pelo jeito da mulher
Mulher loirinha tem a coisa alongadinha
Mulher morena tem a coisa mais pequena
A mulher macho, eu não sei o que é que eu acho
Mulher do campo tem a coisa que é um espanto
Mulher do campo tem a coisa que é um espanto
As mulheres têm uma coisa que o homem sempre quer
Eu conheço essa coisa pelo jeito da mulher
As mulheres têm uma coisa que o homem sempre quer
Eu conheço essa coisa, ai, ai, ai...pelo jeito da mulher
Mulher vaidosa tem a coisa bem cheirosa
A malcriada tem a coisa mal lavada
Mulher severa tem a coisa sempre a espera
Mulher bondosa tem a coisa apetitosa
Mulher bondosa tem a coisa apetitosa
As mulheres têm uma coisa que o homem sempre quer
Eu conheço essa coisa pelo jeito da mulher
As mulheres têm uma coisa que o homem sempre quer
Eu conheço essa coisa, ai, ai, ai...pelo jeito da mulher

Pepe disse...

Obrigado, muito obrigado pelos ánimos, Ana e Juanlusz. Concordo com ela no da inveja. Desejo que encontres o que procures.
Até breve.

Manuela disse...

Olá turma¡¡¡¡ Bom já vejo que a ponte va muito bem por Alcobaça...Diverte-te tudo (ou todo) o que podas.
Ó Pepe¡¡ já treinaste con ã :-) muito bem, muito ánimo e força são dias muito difíciles.
Bom, sei lá como tu puseste uma canção eu vou por outra piada, sim?
APENAS A LÍNGUA PORTUGUESA NOS PERMITE ESCREVER ISSO…
Pedro Paulo Pereira Pinto, pequeno pintor português, pintava portas, paredes, portais.
Porém, pediu para parar porque preferiu pintar panfletos. Partindo para Piracicaba, pintou prateleiras para poder progredir. Posteriormente, partiu para Pirapora. Pernoitando, prosseguiu para Paranavaí, pois pretendia praticar
pinturas para pessoas pobres. Porém, pouco praticou, porque Padre Paulo pediu para pintar panelas, porém, posteriormente pintou pratos para poder pagar promessas. Pálido, porém personalizado, preferiu partir para Portugal para pedir permissão para papai para permanecer praticando pinturas, preferindo, portanto, Paris. Partindo para Paris, passou pelos Pirineus, pois pretendia pintá-los.Pareciam plácidos, porém, pesaroso, percebeu penhascos pedregosos, preferindo pintá-los parcialmente, pois perigosas pedras pareciam precipitar-se principalmente pelo Pico, porque pastores passavam pelas picadas para pedirem pousada, provocando provavelmente pequenas perfurações, pois, pelo passo percorriam, permanentemente, possantes potrancas. Pisando Paris, pediu permissão para pintar palácios pomposos, procurando pontos pitorescos, pois, para pintar pobreza, precisaria percorrer pontos perigosos, pestilentos, perniciosos, preferindo Pedro Paulo precaver-se. Profunda privação passou Pedro Paulo. Pensava poder prosseguir pintando, porém, pretas previsões passavam pelo pensamento, provocando profundos pesares, principalmente por pretender partir prontamente para Portugal. Povo previdente! Pensava Pedro Paulo… Preciso partir para Portugal porque pedem para prestigiar patrícios, pintando principais portos portugueses.
Paris!Paris! Proferiu Pedro Paulo. Parto, porém penso pintá-la permanentemente, pois pretendo progredir. Pisando Portugal, Pedro Paulo procurou pelos pais, porém, Papai Procópio partira para Província. Pedindo provisões, partiu prontamente, pois precisava pedir permissão para Papai Procópio para prosseguir praticando pinturas. Profundamente pálido, perfez percurso percorrido pelo pai. Pedindo perfeita permissão, penetrou pelo portão principal.
Porém, Papai Procópio puxando-o pelo pescoço proferiu: Pediste permissão para praticar pintura, porém, praticando, pintas pior. Primo Pinduca pintou perfeitamente prima Petúnia. Porque pintas porcarias? Papai, proferiu Pedro Paulo, pinto porque permitiste, porém, preferindo, poderei procurar profissão própria para poder provar perseverança, pois pretendo permanecer por Portugal. Pegando Pedro Paulo pelo pulso, penetrou pelo patamar,procurando pelos pertences. Partiu prontamente, pois pretendia pôr Pedro Paulo para praticar profissão perfeita: pedreiro! Passando pela ponte precisaram pescar para poderem prosseguir peregrinando. Primeiro, pegaram peixes pequenos, porém, passando pouco prazo, pegaram pacus, piaparas, pirarucus. Partindo pela picada próxima, pois pretendiam pernoitar pertinho, para procurar primo Péricles primeiro. Pisando por pedras pontudas, Papai Procópio procurou Péricles, primo próximo, pedreiro profissional perfeito. Poucas palavras proferiram, porém prometeu pagar pequena parcela para Péricles profissionalizar Pedro Paulo. Primeiramente Pedro Paulo pegava pedras, porém, Péricles pediu-lhe para pintar prédios, pois precisava pagar pintores práticos. Particularmente Pedro Paulo preferia pintar prédios. Pereceu pintando prédios para Péricles, pois precipitou-se pelas paredes pintadas.
Pobre Pedro Paulo, pereceu pintando…” Permita-me, pois, pedir perdão pela paciência, pois pretendo parar para pensar… Para parar preciso pensar. Pensei.
Portanto, pronto, pararei.
E vocês ainda se acham o máximo quando conseguem dizer: “O Rato Roeu a Rica Roupa do Rei de Roma?”

Anuska sorte na tua prova¡¡¡

São disse...

Viva!
Não consegui descobrir a nacionalidade de quem tem a responsabilidade do blog...
Burrice minha?
Se é de nacionalidade espanhola desde já os meus muito sinceros parabéns!!!
Quanto à música portuguesa, permito-me sugerir-lhe alguns nomes : Pedro Jóia, José Medeiros, José Afonso, Amélia Muge, Sérgio Godinho, Argentina Santos,Dulce Pontes.
Lamento muito, mas não esperava ver notas sobre Quim Barreiros e afins nem sobre "Morangos com Acúcar"!
Saudações!

Anónimo disse...

madre de deus! tu tens uma turma muito faladora-escritora... não precisas de ex-alunas...
Estas de "caça" em Alcobaça?
Boa escolha, sim, sim.
Coral

Pepe disse...

Boa tarde!
Ó Manuela, sempre surpreendes. Obrigadinho. Eu também desejo que a Ana passasse no exame. Seguramente que sim.
The Doors já não foi o mesmo desde a morte de Jim Morrison. Da sua música não se diria que é br_j_ _r_, como da de Quim.
Bem-vinda, São, seja quem for. Acertou no alvo, é espanhol. Se ele quiser, ele dar-lhe-ia mais dados.
Anónimo/Coral, cá precissamos de todos os que quiserem ensinar-nos. Além disso, o professor gosta destas intervencões.
Como correu o fin-de-semana prolongado em Alcobaça? Encontrou D. Inés? Espero para não chorar, sei lá.
Até breve.

juanlusz disse...

Olá Pepe, Ana, Manuela e Coral, tudo bem? Chega de fofocas e mexericos :-) Eu fui a Alcobaça dar um passeio, mais nada. E foi um fim-de-semana prolongado muito alargado mesmo. Deu para ir ao castelo de Leiria, falar com algumas castelãs; ir ao cinema ver um filme muito badalado em Portugal: "Corrupção"; apreciar as cores outonais dos pomares e das serras, e a amabilidade e o sotaque dos velhinhos que vivem por aquelas bandas; dar o pão-por-Deus (e o que eu tinha eram amêndoas, laranjas e rebuçados)a gaiatos e garotas que vinham pedir; tentar e não conseguir ir à praia a tempo para ver o pôr-do-sol em São Pedro de Moel, já que apanhei um engarrafamento enorme na Marinha Grande e quando cheguei ao areal e senti a maresia, já o sol se tinha despedido; beber uma imperial na esplanada do "Capador", enfim... Manuela, espero ter dado bom andamento às tuas instruções "Diverte-te tudo o que possas" :-)
Mudando de assunto... queria lançar uma pergunta na ágora da Escolaugusta: acham as letras do Quim Barreiros obscenas, maliciosas?
Pepe, já vi que consegues resolver todos os hieróglifos. Parabéns.
Ana, amanhã contas como correram as provas, ok?
Coral, espero que, com o tempo, a participação na Escolaugusta seja maior.
E, pronto, repito um pequenito pormenor: em princípio, os comentários deviam ou podiam ser mais curtos, não concordam? ;-)

juanlusz disse...

Olá São, seja bem-vinda. Como está?
Muito obrigado pelo comentário e pelas sugestões.
Eu, enquanto professor de PLE, não costumo utilizar um erudito "lápis azul" nem risco aquilo que possa ser de interesse "comunicativo" para os meus alunos. Estes, por sua vez, são adultos e têm competência para decidirem o que lhes interessa ou não. Gostos não se discutem ,não é? Eu não gostava que os meus alunos não pudessem preencher "lacunas comunicativas" ao interagirem com "os nossos vizinhos" devido ao facto de desconhecerem elementos culturais tipicamente portugueses, como seja a música pimba, ou de clara e notória actualidade, como sejam as telenovelas que passam hoje em dia na televisão.
Dito isto, esperamos contar com a sua "presença" sempre que lhe apetecer (não sabemos de onde é, nem o que faz na vida :-) e até pode passar o recado e dizer a mais pessoas que há uma Escolaugusta que quer partilhar experiências educativas e boas práticas. Para nós, seria um prazer.
Muito obrigado e até breve.

Anónimo disse...

como veras, eu visito o blog: há tanto para ver, ouvir...,mas as vezes não escribo. Não quero dar-te tanto trabalho...
Olha, este don kikas aproveita bem o tempo:fala, canta, dança muito bem acompanhado...agora ouço o Leandro (com este aprendo os verbos) y antes estava com o boss ac que é bom para a pronuncia e a "linguagem directa" p.
coral exemplo, na letra "vamos fod**"
o que eu queria era ter dias de 48 horas...podia ser?
coral

juanlusz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
juanlusz disse...

Olá Coral, marrona! Vê lá se lês o "post" de 17 de Setembro: ali estão as instruções para que não apareça a palavrinha "anónimo" no início dos comentários (ou muito me engano, ou é já a segunda vez que to digo :-)
Eu às vezes também não escrevo logo as respostas aos comentários, mas, por enquanto, "je peux me dé... débrouiller, quoi, et faire ce boulot 24 heures sur 24";-)
Até breve. Já foste à Serra d'Ossa?

anita disse...

Não posso acreditar!!! O que a Manuela fez é coisa de se ver (e ler). Juanlusz, é um bom TPC. Na próxima quarta feira, temos de sabê-lo de cor e salteado. Ja, ja, ja... (Não o tomes à letra!)
Há tempo que não participo (por problemas com a net mas acho que está resolvido)e vejo que a oferta cresceu, e também a demanda. É bom, não é? Mas isso faz muito dificil a escolha e também não tenho muito tempo nesta altura, com os assuntos judiciais...(estou a brincar)
Bom, acho que chega para começar
Cumprimentos para todos e até a amanhã.

juanlusz disse...

Olá Anita, já estávamos a sentir a falta dos teus comentários tão engraçadinhos :-) Vamos seguir a tua sugestão à letra e à risca! Quem sabe, talvez aumente assim a procura e, a seguir, a oferta.
Até amanhã, aliás, até mais logo.

boralá disse...

Olha que os cotovelianos tb gostavam de alinhar na viagem (pelo menos eu!!!!), mas fica bué bué longe... ou, como dizem por estas bandas, "weit, weit weg"...

Como anda a ideia do chat? ainda corre? Querem propor alguma data, hora, minutos e segundos... LOL

Beijocas a todos de Berlin com chuva :'(

juanlusz disse...

Hallo Boralá, wie geht's? So weit weg und doch so nahe, nicht wahr? Cotovelândia e Escolaugusta, blogues geminados? Mas como é que isso se faz? :-) Deixei uma perguntita no vosso blogue.
Abraço.

Pilar disse...

Boa tarde!
Hay una asociación portuguesa que organiza este fin de semana una actividad en el Parque Natual de Sintra - Cascais para el control de unas especies exóticas y preparación del terreno para plantar robles carballos. El desplazamiento y comida es por cuenta de cada uno. Yo no podré ir, estaré por el campo extremeño. Si alguien quiere más información:
http://www.quercus.pt/scid/webquercus/defaultArticleViewOne.asp?categoryID=689&articleID=2208

¡Nos vemos!

Manuela disse...

E pá! Pepe e eu falando de Henry James e dos "pregos virados" e não nos lembramos do argentino mais perdido nos labirintos de Creta e o seu Minotauro...:-)
Nunca é tarde se a dita é boa, não é?

juanlusz disse...

Olá Pilar, apelido? turma? Obrigado pela sugestão. Vale a pena deslocar-se a Sintra, mesmo que seja sem lancheira ou merendeira... e a Cascais também (lá é tudo betos e dondocas?) ... e à Amadora, claro. No campo extremenho há também uma espécie exótica em vias de desenvolvimento chamada "estudantes de português" ;-)

juanlusz disse...

Olá Manuela, parabéns, sim senhora! A volta do Parafuso remete para "The Turn of the Screw", of course. A propósito, sabem que podem ver a mini-curta "A Volta do Parafuso" se carregam, duas vezes, no botão, não sabem?
Parabéns redobrados, pois encontraste também o mágico fio de Ariadne.
E já agora, a piada que deixaste mais acima, foste tu que escreveste? Até.

F�tima disse...

Ol� Juanlusz! Sou a F�tima.
Faz Favor! Onde � que fica a explica�ao sobre o nome dos dias da semana? Muito obrigada.

juanlusz disse...

Olá Fátima, está na ligação "Domingo ou Segunda-feira?" dentro de "Festividades". E o filhote Manel, não dá uma mãozinha? :-) Até para a semana.

Manuela disse...

Olá malta! Obrigada pelos parabens mas tenho de dizer ao meu profe que não fui eu quem escrevi a piadinha; ainda não tenho tanta riqueza vocabular e é uma questão de jeito fazer isso mas conseguirei, já vais ver que sim¡ :-)
Encontrei-la pela net e parecio-me gira,mas se quiserem podemos propor fazer um por exemplo com outra letra, quem se anima...?
até pronto¡

José María disse...

Olá!boa noite, todo bem? ja li a explicação sobre os nomes dos dias da semana!muito cristãos os portugueses!! :-)
Bom fim de semana!

juanlusz disse...

Olá Manuela, no que diz respeito à criação literária, a riqueza vocabular (mera verbosidade muitas das vezes) não é tudo. Acho que tu tens jeito, imaginação, criatividade, e estratégias comunicativas para escreveres uma história bem mais interessante. Desde já ficamos à espera de novidades literárias... A piada essa é, em minha opinião, um bocado aborrecida, pareceu-me, encontrei-a um bocado chata(não leves a mal ;-)
A propósito, vou deixar aqui mais um desafio para todos os que frequentam a Escolaugusta: tenho um amigo portunhol raiano que compõe fados e lançou uma proposta: os escolaugustos vão sugerir por escrito palavras, versos, estrofes ou poemas "fadistas" e, entre todos, vamos criar a letra de um fado. A seguir, o nosso amigo vai compor a música, vai visitar-nos e vamos cantar todos na escola, sim? Força, participem!
José Maria, tudo bem. Se são! Bom fim-de-semana.

mariló disse...

Peço desculpas por não assistir às aulas ontem,mas não ficava muito bem.Já me sinto meior e é por isso que li um conto que acabei neste momento. Gostei mais da forma que do fondo, porque o texto oferece um vocabulário cheio de adjetivos que crian a cena muito bem.O conto chama-se "A torre de Luz",ao final sabrão porque.
Agora vou fazer os exercícios que o professor mandou como tarefas de casa.
Até a Terça meus queridos colegas de este e de outros anos.Mariló.

juanlusz disse...

Olá Mariló, não estavas bem e quando te sentiste melhor, leste um conto. É preciso sentir-se bem para fazer os trabalhos de casa, e as tarefas também, claro :-)
Ao longo da história da literatura tem-se debatido frequentemente esta questão : forma ou conteúdo? Equilíbrio ou se favorece um dos planos da língua? Uma boa escolha de adjectivos, por exemplo, pode ajudar a criar a situação, o cenário do conto.
Saberemos porquê quando lermos o final deste conto que tu sugeres.
Até Terça.

JUANAN disse...

Olá! Cómo estão? Há muito tempo que não escrevo comentários no blog. A cousa é que estava a facer uma viagem por a China para falar e asim melhorar o minho português... Estou a brincar, pois pude só dizer a palavra "chá". Foi uma viagem muito interessante: em Beijing gostei muito da Cidade Proibida, onde vivia el Imperador, muito tempo há. Perto de Beijing, lá na montanha, visitámos a Gran Muralha China, que tem mais de 6.500 quilómetros de longitude. E longa, não é?, mas não anduvimos toda.
Em Xi-an, além da muralha da cidade antiga, o que mais gostei foi dos "guerreiros da terracota", um impressionante exército feito para lo enterramento duno dos imperadores da China, nos primeiros séculos da nossa época.
A viagem terminou em Shanghai, uma grande cidade cheia de prédios muito altos, com mais de 3.500 "arranha-céu". É difícil de imaginar que aquilo é uma cidade de um estado comunista.
Pessoalmente não gostei muito da nova arquitectura chinesa, cheia da simbolismos da sua cultura. Os melhores prédios foram projectados por arquitectos europeus o americanos. Creo que gostará muito a toda a gente o novo Estádio Olímpico em Beijing, projectado por os reconhecidos arquitectos suíços Herzog & de Meuron.
E o tráfico em China? Há muitas bicicletas que não têm luces na noite e as motocicletas tambêm não; poderíamos dizer que os semáforos são "orientativos". Como gostava de dizer o nosso guía, al atravessar a rúa: "vocês olham ao frente, nunca aos lados, que os chineses já sabem o que eles têm que facer".
Já contarei mais cousinhas. Até pronto!

juanlusz disse...

Olá Juanan e obrigado por deixares o teu comentário neste nosso diário de bordo. Embora com presença europeia há vários séculos(há, a partir do século XV, uma riquíssima literatura portuguesa de viagens, em que os novos mundos revelados e o contacto com o outro, são temas fundamentais), a China continua a ser matéria exótica,pitoresca, e notícias em primeira mão como as tuas, fazem a nossa viagem mais agradável.
Vê-se que ossos do ofício não se ressentem com a passagem de fronteiras :-): contas que andaste pela muralha (peregrinação à antiga),falas do novo Estádio de Beijing, enfim. A propósito, gostas de estádios portugueses como o do Dragão e o de Aveiro?
Quanto ao trânsito, é um horror por toda a parte. Quem sabe, se calhar daqui a uns dias vamos ter uma reportagem a partir do Egipto a confirmar este ponto, e, claro, a alargar a nossa imaginação também :-)

anita disse...

Olá turma,
O outro dia enviei umas fotografias ao nosso professor:
Juanlusz, o que é que fizeste com a mensagem e as fotografias? Procurei este fim-de-semana mas não o vi. Se calhar é um bocado cedo e tens de preparar tudo para metê-lo no blogue, não é?
São fotografias da zona de São Bernardino, freguesía de Peniche, distrito de Leiria, na região de Estremadura.
Quanto à escrever uma história...sobre o tema das fotografias ou livre?
Bom, Já falamos nas aulas
Até já

juanlusz disse...

Olá Anita, os posts ou entradas neste blogue estão "em exibição" durante duas ou três semanas, para vocês completarem os trabalhos com calma. Os comentários que os participantes vão fazendo são importantes e era aconselhável que os lêssemos e respondêssemos.Vou fazer-te uma proposta: participar na próxima curta-metragem a contar uma história sobre a zona de Peniche, o que achas?
Até breve.

Pepe disse...

Bõa tarde!
Proposta interessante: imaginar um fado. A criatividade ao poder.
Nesta altura, com as cores foscas e a luz quase accesa, os sentimentos do fado invadem a realidade.
Vamos tentá-lo,não é?
Manuela, parabens.
Juanan, bela viagem.
Ana, já veremos as fotos. Com ceteza serão magníficas.
Até amanhã. (Acho)

boralá disse...

Chats??? Fados???? Apareçam lá no nosso espaço e riam-se :)

José María disse...

Boa noite! o fado é uma proposta e um desafio verdadeiramente bonito e muito interessante, espero ter tempo para participar, eu gosto de este repto.
Até breve!

juanlusz disse...

Olá, pessoal, já leram? Bora lá! Vamos participar! Os cotovelianos de Berlim já escreveram um fado germânico. E agora propuseram um novo desafio: um concurso de poesia. Tirem o pó da lira e comecem a cantar, sim? Força|

Jéssica disse...

Olá!!!!
Como vao com os fados???
Eu nao posso encontrar em “RTP” o site “Alma Lusa”, é para ouvir algum fado!!

Ah!! É muito giro e muito interssante o “Robô falador Amália”!!! Provem-lhe!!!

Até breve e bom dia!

juanlusz disse...

Olá Jéssica, vamos lá ver:
1. Centro Multimédia RTP.
2. Tv/Rádio online (botão no topo)
3. Rádio Antena 1 programas on-demand.
4. Alma lusa programas disponiveis.
5. É tudo, tudinho. :-)
Lembrem que a letra do nosso fado é para esta semana. Os nossos amigos da Alemanha já escreveram um:
falarpeloscotovelos.blogspot.com
Esqueceste, por acaso, Jéssica, como se escreve o til? ;-)
Até breve.

anita disse...

Olá luso-colegas,
tenho feito a letra dum fado, como o professor encomendou. Bom, não sei se é um fado ou quê, mas vou deixar vocês lerem as minhas palavras e depois já darão a vossa opinião (não sejam muito críticos):

Estribilho

Eis o meu fado espanhol
nem luso, nem alemão,
que abre o grande coração
do Mediterrânico sol

Estrofes

São palavras na cabeça
que cantam pelas saudades
de entranháveis amizades
Deus queira que não me esqueça!

E se me esqueço algum dia
nessa altura fique doente
porque o esquecimento é erro
que não merece a gente

Irmãos somos do Alentejo
nossa antiga Lusitánia,
aos amigos da Alemanha
mandamos um grande beijo

Bom, se calhar faltam algumas estrofes, mas se quiserem podem acrescentá-las cá no blogue ou nas aulas.
Quis fazer alguma coisa que tivesse relação com os nossos colegas cotovelianos, estão a ver?
Se por acaso os ditos cotovelianos lêem este comentário, quero dizer que li o fado luso-alemão e gostei imenso dele.
Agora só falta a música...
Até agora

juanlusz disse...

Olá Anita, espectacular! Fizeste uma letra maravilhosa que vai recuar no tempo e ecoar na antiga Lusitânia.
Ah, não hesites, entra em Cotovelândia e coloca lá o teu fado também.
A gente se vê Sexta-feira em Meriwood, ok? :-)

juanlusz disse...

Olá pessoal, tudo bem? Já podem ler os primeiros fados e poemas criados na Escolaugusta. Carreguem em "Fados" e "Poesia" e participem! Parabéns aos nossos poetas.

william wallace disse...

olá bom dia sou william wallace, já pronto vou escrever alguma coisa, ate logo .

José Ignacio disse...

Anita, parabéns!
É caso para dizer: é fadista!!!

anita disse...

Olá e obrigada pelos parabéns.
Não sei se tenho jeito para os fados mas como diz a Mariza (a cantora):"...eu não sou fadista!", (quem me dera que eu fosse!)
Se calhar o próximo é melhor...
Até às 18:00

boralá disse...

Onde é que está a música para eu traulitar o fado da Anita?????

Ò Anita,
que fado catita
de letra bonita
e outras coisas em ita

LOL

coral disse...

olá jl
a viagem correu muito bem, com a espléndida compañhia ; já estás a ver que fui uma boa aluna e esqueci o "anónimo"
A unica "coisa" que não consegui fotografar foi o meu antigo e apreciado professor que é tão rabugento...;) (move-se mais do que os preços diria Chiquito)

Dani disse...

Olá! Este é o meu primer comentário no blog. A melhor manera que tenho de explicar o viagem é com fotos:
http://picasaweb.google.es/datoter/MarvaoCasteloDeVide
E si gostan de ver mais fotos, tenho muitas mais de outros lugares:
http://picasaweb.google.es/datoter

Chary disse...

Olá!
Como estao? Já descansaram?
Eu gostei muito do viagem de estudos, de Marvao e Castelo de Vide, e também de falar e conhecer mais a os colegas da Escola.
Dani, as tuas fotos sao muito giras!
Até a manha.
(sinto-o, nao posso escrever a tilde)

Nati disse...

Hola Malta!Tudo bem?
Eu ainda um bocado cansada da viagem de ontem.Mas correu muito bem.Queria escrever para pedir ao Juan Luis que na terça feira ao pessoal que fomos a Marvao nos deixe levar os exercícios sem fazer.Estamos muito cansados!!!!Obrigada meu querido professor.Uma beijoca para tudos

mariló disse...

olá a todos!
Tambén eu fiquei cansada mas contente
depois da viagem.Hoje acordei melhor é a inspiração veio visitá-me.É por isso que ecrevi estos versos que tentam criar um fado:

Um coração foi roto
Como o vidro em mil pedaços
Quando ele ouviu dizer
"Acho que já não te amo.

A soledade o embru-lhe
O rancor é o seu irmão
Mas a pena não deixa
A vingança fazer trabalho.

As tristezas, as saudades,
as dores, o amor falso,
É a vida, o sofrimento
de muitos dos namorados.

Já não sei si foi por lei
O somente por acaso
Mas a necessidade fez
Alguém escrver este fado.

Um fado não são estrofes
Um poema não é um fado
É muito mais,podem crê-lo
É um sentimento expressado.

Expressado pela alma
dum ser que foi maltratado
por pessoas,pela vida
por inimigo ou irmão.

É igual,mas nesta altura,
esse ser está chorando.

Gostaram? Daquí a la FAMA!
Ate breve! Um beijo.

José Ignacio disse...

Ó Mariló, não conhecia essa tua veia poética?
Deixaste-me mesmo sem palavras.
Explica-nos uma coisa... como arranjas tempo para fazer tantas coisas? Qual é o teu segredo?

Ainda bem que gostaram da viagem, fico contente. Foi uma boa oportunidade para nos conhecermos melhor. Dani, parabéns pelas tuas fotografias. Vou pôr uma ligação no emeritensespt.blogspot.com

Até breve!!

Mamen 1b disse...

Olá,os meus colegas de turma!!! já vi as fotos do viagem, são muito boas. o proximo não quero perder-lo (não se si escrivi bem).até manhá na aula. saludos.

Caty disse...

Ola Juan Luis,chamo-me Caty e vou as aulas de português de 1º. Gosto muito este blog, é muito interessante. Os alunos escrevem e falam coisas muito giras. As fotos da viagem a Marvao e a galeria de Dani sao bonitas.
Anita fala português como se fosse portuguesa e Naty está muito bonita no video.

Comprimentos a todos e beijos a Tito e Anita

Nati disse...

Obrigadinha Caty,jejeje.Parabens pelo teu português,muito bem escrito para ser do 1º ano!!!
Juan Luis,sigo sem encontrar os contos.Esto é grade de mais pá!
A gente encontrase amanha nas aulas.Um beijo

juanlusz disse...

Caty e Nati, parabéns e obrigado! Deixem os vossos comentários sempre no "post" ou entrada mais recente, ok? Amanhã falamos. Abraço

william walace disse...

bom dia sou un aluno da escola de mérida, e tenho a impressao que o profesor Juanlunz nao deixa de mandar TPC nas aulas, acho que os alunos temos que fazer uma huelga.....

juanlusz disse...

Good morning, Wallace: (duplo l)
Greve? Srtike? Allez, allez!
E olha, vais marchar na manif com máscara ou vais tirá-la e mudar de nome? O que é que achas dos fura-greves? :-)

Anónimo disse...

Ola Juan!

sou Bruno de Leiria..

como os Clã vem a Leiria resolvi dizer alguma coisa.. consulta esta pagina para ver o video de apresentação:

www.ford-maverick.com/show/Apresentação-Semana-Académica-de-Leiria-2008/leiria/3M9ngdgVcfQ

é uma semana de festa muito boa

abraço e tudo de bom

fica o meu mail para qq coisa: onurbduarte@gmail.com